Síntese da 2ª Simulação Clínica

A Construção de Vínculos e o Treinador

Alex era muito jovem quando foi diagnosticado com câncer. Desde a primeira consulta manifestou-se comunicativo e cooperativo. A relação com a esposa Sue era marcada por uma sintonia fina. Ele fora atleta e transpôs a figura do treinador (coach) para a relação com o médico, ampliando a responsabilidade do profissional. Um treinador não apenas transmite informações técnicas, mas acompanha o processo de aprendizagem, fazendo a modulação comportamental. Alex promoveu um modelo andragógico, característico da educação de adultos. Solicitou um tutorial, buscando entender o trabalho médico e aproximar a linguagem. O tutorial representou apenas um instrumento para atingir seus objetivos. Ele permitiu que Alex interagisse ativamente na avaliação dos riscos e benefícios de todas as intervenções. Estabeleceu forte relação de confiança. Exerceu plenamente o consentimento informado. Enfatizou a autodeterminação e a objetividade na condução de sua crise vivencial. Expressou foco, coragem e persistência. 

O médico sentiu-se promovido e valorizado em seu papel. O vínculo associado a ideia do treinador (coach) é um modelo a ser seguido no universo assistencial da medicina. A interferência é técnica, educacional e afetiva. O trabalho é marcado pelo compromisso vocacional genuíno e o retorno é a gratificação humana.   

A motivação de Alex era contagiante, queria viver, recuperar sua saúde e reconstruir sua vida ao lado de Sue. Ela compartilhava com Alex os mesmos atributos e qualificações. Entraram no mesmo barco e o conduziram com excepcional harmonia. Compartilharam desafios e decisões. Projetaram um desfecho favorável e não mediram esforços para alcançá-lo. O casal era emocionalmente saudável, o que facilitou o entrosamento com o médico. O profissional sentiu suas intervenções potencializadas pela expectativa vencedora. Manteve seu racional e neutralidade, sem abandonar a dimensão humana em suas intervenções.  

A história de Alex tinha em sua essência a habilidade de estabelecer relacionamentos estáveis e vínculos de confiança. Este comportamento estava explícito em todas as etapas de sua vida. 

 

*** Baseado no livro Conexão Anticâncer - as múltiplas faces do inimigo interno de James Freitas Fleck